Em São Paulo, programa orienta produtores de morango a reduzir uso de defensivos químicos

02 Julho 2019

É o desafio que produtores e pesquisadores enfrentam em todo mundo. No Brasil, desde 2006, o programa Produção Integrada de Morango leva a produtores orientações para reduzir o uso de defensivos químicos e de água no cultivo da fruta. A iniciativa partiu de um projeto da Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, desenvolvido com produtores da região de Atibaia e Jarinu, em São Paulo, berço da produção de morango no país. Em 2011, eles conquistaram a primeira certificação. Desde então, passaram a utilizar o selo Brasil Certificado – Agricultura de Qualidade, que indica a procedência da fruta. Fagoni Calegario, pesquisadora da Embrapa e coordenadora do projeto, destaca que a cadeia produtiva do morango se tornou mais segura e saudável para produtores, trabalhadores rurais e consumidores. Sonora: “Para evitar a aplicação de agrotóxicos é necessário que se cuide da lavoura. Muitas vezes limpando essa lavoura. Existe mais trabalho do que mais aplicação e mais gasto com aplicação de produtos. Mais isso tudo o ambiente agradece, o próprio trabalhador rural agradece, ele deixa de ser colocado em contato com produtos perigosos.”Fagoni explica que o sistema de Produção Integrada de Morango permite a utilização de agrotóxicos, desde que seja em quantidades mínimas e com uso registrado no sistema. Sonora: “O produtor que adere ao sistema de produção integrada ele também passa a reunir diversos documentos que provam com evidências objetivas que ele tá seguindo a risca as legislações, as normas, que ele tem condições higiênico-sanitárias de perfeita manipulação do morango, ele está protegido de qualquer questão relacionada a problemas lá no mercado.” Atualmente, sete produtores certificados no estado de São Paulo cultivam aproximadamente 100 mil pés de morango pelo sistema Produção Integrada. Um dos produtores de Atibaia já adota o sistema colha-e-pague de morango certificado. O próprio consumidor colhe as frutas que vai levar para casa. Pesquisas da Embrapa mostram que o sistema de Produção Integrada de Morango permite ao agricultor utilizar cerca de dez vezes menos defensivos químicos, aumentar a produtividade por planta e ainda gerar um fruto mais valorizado no mercado consumidor.

 

Fonte: Agência Brasil http://agenciabrasil.ebc.com.br/